cadeia-produtiva-bankme

Tempo de Leitura 2 min.

Conceitualmente entendemos “cadeia produtiva” como as etapas consecutivas que concebem a produção, transformação, distribuição e consumo de um certo produto, mas, ao olharmos para essa estrutura tão importante com um pouco mais de cuidado, entendemos que ela é muito mais rica e complexa que apenas uma série de eventos.

Sabemos que a cadeia produtiva engloba bens de consumo, bens de produção e bens de capital (equipamentos e bens necessários para a produção de outros bens ou serviços). Dessa maneira, é diretamente influenciada por fatores econômicos das empresas e indústrias que a compõem.

Como comentamos no artigo anterior, conhecimento é poder, e um bom entendimento sobre a sua cadeia produtiva pode mudar a perspectiva com que você se relaciona com seus clientes e fornecedores. 

Pensando nisso, apresentamos 3 maneiras pelas quais você pode influenciar diretamente a sua cadeia produtiva:

1 – Relacionamento

Você conhece seus fornecedores?

O contato com os seus fornecedores é um relacionamento que normalmente é encabeçado pelo setor de compras, ou contas a pagar, e que pode trazer grandes benefícios. 

Quando você conhece os donos do negócio, tempo de empresa, planos e projetos de expansão fica muito mais fácil construir uma relação de benefícios mútuos e que gera oportunidades para ambas as partes. 

Um exemplo é em uma situação atípica, quando a sua empresa demanda mais suprimentos dos fornecedores sem um planejamento prévio. Esse conhecimento pode te dar uma visão melhor em como “ajudá-lo a te ajudar”.  Um exemplo seria injetar capital ao antecipar seus títulos.

2 – Networking

Outra maneira de influenciar positivamente a sua cadeia é explorar o potencial da comunicação e do seu networking.

Quando você tem um conhecimento aprofundado do seu lugar como player, também consegue enxergar com clareza qual é a função dos seus fornecedores e apoiadores.

Assim, quando há o conhecimento e relacionamento prévios com seus fornecedores, porque não fazer conexões benéficas, que melhoram a rentabilidade para todos?

Na prática é ter consciência da operação financeira dos seus fornecedores e promovê-la em situações oportunas.

3 – Capital

Você tem consciência da sua situação financeira dos membros da sua cadeia produtiva?

Uma boa maneira de analisar é, por exemplo, saber se os seus fornecedores trocam os seus títulos de dívida. Empresas que trocam títulos normalmente giram o capital de maneira mais rápida e tem uma gama limitada de operadores que fazem essa antecipação.

Mas, ao saber como o capital que chega por você gira dentro dos seus respectivos negócios, você pode oferecer a quem precisa oportunidades de operação com um fluxo positivo.

Um exemplo seria antecipar os títulos ou oferecer empréstimos aos fornecedores por um Mini Banco próprio, assim você dá melhores oportunidades àqueles que se relacionam com factorings, que antes tinham que lidar com agiotagens que ditam as taxas de operação.

Existem diversas maneiras de gerar prosperidade à sua cadeia produtiva. Mas uma empresa ou empresário que trabalhe como transformador é requisito fundamental para que todos os membros desta extensa série possam crescer e ser cada vez mais sólidos. 

E as vantagens disso acontecer são imensas para todos, e em todos os sentidos e direções da cadeia — principalmente o bolso do dono do Mini Banco.

Júlia de Freitas Silva

Content da Bankme

Outros Posts

Ferramentas Bankme

No posts found!

Newsletter

Av Ayrton Senna da Silva 760 b

Londrina – Paraná 

CEP  86050-460

Tel (43) 3372-9906