mini banco

Tempo de Leitura 2 min.

Ao fazer uma rápida pesquisa no Google com o termo “Mini Banco”, o resultado mostra várias imagens de banquinhos para sentar. 

Já o termo banco é meio a meio: lembra-se do objeto de descanso e do lugar onde se guarda o dinheiro.

Só que as coisas estão mudando rapidamente! No mundo dos negócios, hoje o termo Mini Banco vai além. 

É onde você consegue dinheiro para sua empresa, sem a burocracia ou os abusos que os grandes bancos praticam, impondo taxas exorbitantes. 

Quem expandiu esse entendimento foi a Bankme, a primeira fintech do Brasil que vive para fortalecer os negócios entre as empresas e seus fornecedores, parceiros e mercados. 

O que antes era possível somente às imensas corporações globais, agora está ao alcance das médias e grandes empresas brasileiras.

Hoje, uma empresa saudável e capitalizada já pode ser a dona da sua própria instituição financeira e, desta forma, se ver livre dos bancos tradicionais para rentabilizar o próprio dinheiro, e fortalecer seus mercados com produtos financeiros. 

A esse tipo de instituição financeira própria da empresa, a Bankme batizou de Mini Banco. 

 

TIPOS DE MINI BANCOS

Um Mini Banco tem autonomia para definir suas taxas e fazer suas próprias operações bancárias, como: antecipação de recebíveis, empréstimos e financiamentos para clientes e fornecedores.

Hoje a Bankme oferece dois tipos de Mini Banco: Securitizadora e ESC (Empresa de Crédito Simples). 

Você pode entender melhor o que é uma Securitizadora clicando aqui, ou uma ESC clicando aqui

 

BENEFÍCIOS PARA TODOS

Para a empresa dona do Mini Banco, tudo muda para melhor. Ela transforma-se na própria instituição financeira e passa a operar o próprio capital de forma livre, criando as próprias taxas e lucrando bem longe das rédeas do sistema bancário habitual. 

Assim, as taxas sobre as transações financeiras da sua empresa, que iam parar no bolso do banqueiro dono do banco tradicional, vão agora para o capital do banco próprio da empresa.  

Para o fornecedor da empresa é uma ajuda e tanto! Ele passa a ter acesso automático ao crédito que precisa para conseguir trabalhar com um fluxo de caixa saudável, e assim entregar uma matéria-prima de qualidade e dentro do prazo, conforme se espera. 

Portanto, ter um Mini Banco é uma revolução que permite a uma empresa saudável e capitalizada conseguir rendimentos expressivos, a riscos praticamente zero, com break even quase imediato. 

QUEM CRIA E OPERA O MINI BANCO?

É fácil para uma empresa criar o seu Mini Banco, porque ela não faz praticamente nada: tudo é de responsabilidade da Bankme

Ela é quem cuida de toda a parte legal da abertura do CNPJ e ajuda a formatar os produtos financeiros e suas taxas. 

Visto que os clientes do Mini Banco são os próprios parceiros comerciais e fornecedores da empresa, a Bankme entra em contato com eles para explicar e vender as soluções que precisam. 

Toda a parte burocrática e operacional fica por conta da gestão da Bankme. À empresa basta dispor da vontade de ter seu Mini Banco, e do capital. 

SENTE E RELAXE

Você viu que o termo Mini Banco não é um objeto para sentar, e sim uma nova empresa da sua indústria, criada para ela conseguir novos meios de lucrar.

Portanto, sentado e relaxado fica o proprietário do Mini Banco, ou seja, o dono da empresa, enquanto vê entrar novos rendimentos, dignos de um verdadeiro banqueiro — já que a sua estratégia para obter mais resultados está dando certo!  

E isso não tem preço!

Agora, para saber se a sua empresa precisa abrir um Mini Banco ESC ou Securitizadora, basta agendar a sua consulta on-line e gratuita com as consultoras da Bankme

É fácil, rápido e muuuito lucrativo.

Fabrício Santesso

Redator da Bankme

Outros Posts

Ferramentas Bankme

No posts found!

Newsletter

Av Ayrton Senna da Silva 760 b

Londrina – Paraná 

CEP  86050-460

Tel (43) 3372-9906